Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Operação flagra pontos de desmatamento e apreende madeira ilegal no Marajó

Crimes ambientais foram registrados em Portel e Bagre, em operação que durou 13 dias. Mais de 500 metros cúbicos de madeira ilegal foram apreendidos.

 
 -   /
/ /

Uma operação de fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) flagrou diversos crimes ambientais nas zonas rurais de Bagre e Portel, municípios do arquipélago do Marajó, no Pará.

A ação teve apoio do Batalhão da Polícia Ambiental da Polícia Militar e durou 13 dias, sendo concluída no último sábado (8). O relatório foi divulgado nesta terça (8).

Segundo a Semas, foram 33 pontos de desmatamento constatados em campo, antes observados por monitoramento via satélite, sendo 31 em Portel e 2 em Bagre.

Os agentes também apreenderam 509,51 metros cúbicos de madeira ilegal, de diversas espécies, que estava armazenada em um pátio clandestino às margens do rio Pacajá, em Portel.

Em Bagre, a operação flagrou ainda uma serraria clandestina, que foi lacrada e interditada. Duas serras circulares de bancada foram confiscadas, sendo uma com 20cm e outra de 35cm de diâmetro.

A Semas informou que a operação é realizada após denúncias recebidas no site da secretaria. Dois autos de infração ambiental foram aplicados; dois termos de apreensão e dois de depósito foram lavrados, além de um termo de interdição.

A Semas participou da operação com dois fiscais da Gerência de Fiscalização de Atividades Poluidoras e Degradadoras (Gerad) e um fiscal da Gerência de Fiscalização Florestal (Geflor), da Diretoria de Fiscalização Ambiental (Difisc), com apoio de um técnico do Centro Integrado de Monitoramento Ambiental (Cimam). A equipe do BPA contou com quatro policiais militares.

Operação flagra crimes ambientais no Marajó. — Foto: Reprodução / Agência Pará

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE