Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Operação do ICMBio apreende mais de 2 toneladas de pescado em comunidade, em Santarém

Carga foi apreendida porque a embarcação usava modalidade de pesca irregular e não possuía documento de permissão de pesca.

 
 -   /
/ /

Durante operação realizada na comunidade São Tomé, localizada no entorno da Reserva Extrativista (Resex) Tapajós-Arapiuns, em Santarém, no oeste paraense, a equipe do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) apreendeu 2.400kg de peixe da espécie Mapará.

O pescado havia sido capturado utilizando a “técnica de cerco”, que usa malhadeiras para cercar o cardume, prática que é proibida. Após os procedimentos de pesagem e confecção de termos para doação, a carga deve ser encaminhada ao programa federal Mesa Brasil.

"O pescado foi apreendido porque a embarcação além da modalidade de pesca irregular, prevista no artigo 37, também não conferia nem um documento de permissão de pesca", explicou Maurício Santamaria, gestor do ICMBio em Santarém.

O caso foi enquadrado também no artigo 35, do decreto federal nº 6.514, que dispõe sobre realizar atividade de pesca sem a permissão da autoridade ambiental competente no entorno da Resex Tapajós-Arapiuns e Floresta Nacional (Flona) do Tapajós.

Embarcação foi flagrada nas proximidades da Resex Tapajós-Arapiuns, em Santarém — Foto: ICMBio/Divulgação

A ação foi realizada sob comando de Jaqueline Nobre, do ICMBio, que contou que a embarcação foi flagrada durante uma atividade de rotina. "Contamos com a parceria da Capitania dos Portos e Corpo de Bombeiros", ressaltou

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE