Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Lei que proíbe nomeação de condenados pela '''Maria da Penha''' em cargos públicos é aprovada em Oriximiná

Impedimento tem início com a condenação e decisão transitada em julgado. Lei entrou em vigor no dia 29 de setembro.

 
 -   /
/ /

Uma nova ferramenta para ajudar no combate à violência contra a mulher em Oriximiná, no oeste do Pará, entrou em vigor. Foi sancionado o projeto que proíbe a nomeação de condenados pela Lei Federal 11.340/16 – Lei Maria da Penha, no âmbito do município.

A Lei Municipal nª 9.359/2020 entrou em vigor no dia 29 de setembro e foi publicada no Diário da Famep nesta segunda-feira (5). Conforme o texto, fica vedada a nomeação, direta e indireta dos Poderes Executivo e Legislativo, para todos os cargos em comissão de livre nomeação e exoneração, ou de confiança, assim como de função gratificada na administração pública, de pessoas que tiverem sido condenadas nas condições previstas na Lei Maria da Penha.

O texto ressalta, porém, que a proibição tem início com a condenação, com decisão transitada em julgado, até comprovado cumprimento da pena.

O projeto foi apresentado em março de 2019 na Câmara de Vereadores de Oriximiná pela parlamentar Josy Seixas (PR). Ao justificar a apresentação do PL, a vereadora disse que uma vez transformado em lei, será uma ferramenta para ajudar a coibir a violência contra a mulher que tem ocorrido em uma escalada crescente.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE