Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Lista do TCM aponta quase 1.500 contas irregulares de prefeitos e gestores públicos no Pará

Relação foi disponibilizada no site do órgão.

 

No Pará, 1.499 nomes de prefeitos, secretários e gestores públicos municipais tiveram contas julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-PA).

A lista foi divulgada no portal do TCM e fica disponível para qualquer cidadão acessar e compreender o período de julgamento entre 2012 e 2020.

Entre os julgados irregulares, 542 gestores apresentam mais de uma prestação de contas rejeitadas, totalizando 36,16%. Ao todo, foram 2.536 contas irregulares assinaladas pelo Tribunal.

Segundo o presidente do TCMPA, conselheiro Sérgio Leão, "a listagem foi encaminhada a outros órgãos que também estão envolvidos no processo eleitoral deste ano, o que subsidiará, dentro da competência de cada um deles, as medidas cabíveis a esses gestores identificados".

Leão explica que o trabalho é integrado entre a Corte de Contas, Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA), Ministérios Públicos Estadual (MPPA) e Federal (MPF).

Lista

A lista é dinâmica, segundo o TCMPA, e pode ser atualizada frequentemente.

Belém é a cidade com maior número de contas julgadas irregulares, chegando a 187 processos, seguida de Marapanim com 61 e São Domingos do Capim com total de 51 irregularidades nas contas dos gestores.

Já os municípios de Capanema e Mojuí dos Campos não apresentam prestação de contas reprovada na listagem, nos últimos oito anos.

O documento do TCMPA revela que 2011 foi o ano com maior número de reprovações de contas no período compreendido pela lista, somando 322 processos.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE