Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Funcionários do hospital de campanha de Altamira cobram pagamento de salários atrasados

Médicos, fisioterapeutas, enfermeiros e técnicos de enfermagem contam que não recebem o pagamento integral dos salários há pelo menos dois meses.

 

Funcionários do hospital de campanha de Altamira, no sudeste do Pará, realizaram um protesto na manhã desta quarta-feira (7). Os manifestantes cobram do governo do Pará e da prefeitura de Altamira o pagamento de salários e direitos trabalhistas dos profissionais de saúde, que estariam atrasados.

Desmontado há pouco mais de uma semana, o hospital de campanha de Altamira atendeu, durante dois meses, pacientes com Covid-19 no município. Segundo o governo do Pará, o local foi fechado devido a diminuição de casos da doença na cidade.

No entanto, 128 trabalhadores, entre médicos, fisioterapeutas, enfermeiros e técnicos de enfermagem contam que não recebem o pagamento integral dos salários há pelo menos dois meses. Além disso, os funcionários denunciam a ausência do depósito de FGTS e INSS na conta dos funcionários.

De acordo com a prefeitura de Altamira, parceira do governo do Pará na construção do hospital, o município cumpriu integralmente com o convênio firmado para o funcionamento da estrutura. A prefeitura completa dizendo que toda a responsabilidade de contra-partida do convênio foi executada.

Já o governo do Pará, por meio da Secretaria de Saúde (Sespa), informou que só vai repassar recursos quando a prefeitura de Altamira enviar a documentação necessária ao contrato que, segundo a Sespa, ainda não aconteceu.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE