Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Corda do Círio será dividida em partes iguais e distribuída a 95 paróquias da Arquidiocese de Belém

Corda é usada nas grandes procissões do Círio de Nazaré. Mas este ano, por causa da pandemia, procissões foram canceladas e corda será levada até os fiéis.

 
 -   /
/ /

Um dos ícones do Círio de Nazaré, a corda carregada por milhares de fiéis nas procissões da Trasladação e o domingo do Círio, este ano será dividida em partes iguais e distribuída para as 95 paróquias da Arquidiocese de Belém.

A decisão foi tomada pela Igreja em função do cancelamento das procissões por causa da pandemia da Covid-19. O objetivo é fazer com que os devotos possam se sentir acolhidos por Nossa Senhora de Nazaré, vivendo a sua devoção mariana.

"Desta forma o Círio de Nossa Senhora de Nazaré chegará aos diversos bairros e municípios, aproximando a todos da devoção mariana", diz nota divulgada na manhã desta quarta-feira (7) pela Arquidiocese.

Programação

A bênção da corda acontecerá nesta sexta (9) durante a missa de abertura oficial do Círio, com a apresentação do manto de Nossa Senhora, na Basílica Santuário. As paróquias da Arquidiocese estarão representadas pelos Vigários Episcopais das oito Regiões Episcopais da Arquidiocese.

No dia seguinte, as paróquias receberão uma parte da corda, para que no domingo do Círio as suas celebrações sejam com entrada solene da Imagem de Nossa Senhora de Nazaré da própria paróquia, envolto com a corta do Círio.

“Um simbolismo de unidade de todas as igrejas da Arquidiocese, uma representação de um grande rosário de orações e corações”, conta Dom Alberto. Neste mesmo dia, os fiéis podem pedir aos padres a dispensas das promessas na corda.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE