Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Maia quer aprovar PEC Emergencial antes do Orçamento de 2021

Para ele deve ser prioridade do Congresso votar ainda este ano a proposta para reequilibrar as finanças do Estado

 

 O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que a PEC Emergencial precisa ser aprovada antes do Orçamento de 2021. Para ele deve ser prioridade do Congresso votar ainda este ano a proposta para reequilibrar as finanças do Estado.

Com o calendário apertado por causa das eleições municipais e da necessidade de cumprir os prazos regimentais, Maia prevê que as votações devem ocorrer entre o Natal e o Ano Novo, ou então será necessário prosseguir com uma autoconvocação do Congresso em janeiro.

Impasse em instalação de Comissão pode prejudicar votação do Orçamento da União para 2021 

Projeto de Lei que parcela dívidas tributárias a nível federal deve beneficiar indústria gaúcha

Segundo Rodrigo Maia, se o Congresso abrir mão do recesso de janeiro, a sucessão da presidência da Câmara e do Senado não deve ser prejudicada. No entanto, ele alertou que a eleição para a Mesa deve ser misturada com os debates da agenda legislativa.
 
Apoiando o prosseguimento da agenda econômica, Maia definiu como impossível a aprovação do Orçamento sem PEC Emergencial. Segundo ele, seria um risco para o governo, pois fora do teto de gastos as outras questões não podem ser resolvidas.

 

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE