Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Unidades de Ensino Médio do Rio Grande do Sul estão com inscrições abertas para o processo seletivo até 16 de novembro

“A linguagem da tecnologia é a que nos aproxima da juventude e que aproxima a juventude do mundo do trabalho”, afirma gerente de Educação do SESI/RS

 

As escolas Sesi de Ensino Médio do Rio Grande do Sul estão com inscrições abertas ao processo de seleção para o 1º ano até o dia 16 de novembro. Localizadas em Gravataí, Montenegro, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Pelotas, as unidades oferecem 450 vagas no total. Em tempos de indústria 4.0, a inserção da tecnologia como ferramenta de aprendizado também é um incentivo pedagógico importante.

“A linguagem da tecnologia é a linguagem que nos aproxima da juventude e que aproxima a juventude do mundo do trabalho. Isto, para nós, como veículo de transposição didática, como objeto de conhecimento, é fundamental. Não entendemos que é possível fazer educação para o século 21 sem considerar a tecnologia e a robótica como ferramentas fundamentais para construir um tipo de pensamento que é o que vai ser o mais exigido na sociedade”, avalia a gerente da área de Educação do SESI/RS, Sônia Bier. 

O processo seletivo do SESI/RS terá início em 17 de novembro e funciona a partir da divulgação de editais de seleção. Cada unidade em território gaúcho tem um edital e o documento contempla requisitos como bolsas de até 100% para dependentes de trabalhadores da indústria, entrevista com os pais dos alunos, além de uma avaliação de competências e habilidades. Devido à pandemia, essa avaliação será virtual. 

RS: Governo estadual abre mais uma edição do Consulta Popular com predomínio de projetos agrícolas

RS: Municípios do estado devem ter queda de mais de R$ 850 milhões em receita em 2021

Em 2019, o estudante Willian Botelho, de 16 anos, aluno da unidade de Pelotas, participou desse processo seletivo. Na avaliação de Botelho, a tecnologia aliada à educação escolar é fundamental para o desenvolvimento dos estudantes nos dias de hoje. 

“Toda a tecnologia da escola já foi mostrada no processo seletivo. O contato com a tecnologia na sala de aula é agente determinante no desenvolvimento da nossa autonomia. Não ficamos presos à sala de aula. A robótica é característica marcante da escola SESI e conseguimos agregar valores à nossa formação enquanto pessoas e futuros profissionais”, diz. 

Para Gino Teremtim Junior, mestre em Economia Brasileira pela Faculdade de Administração, Economia e Contabilidade da Universidade de São Paulo (USP), o ensino 4.0 também traz uma nova forma de avaliação da qualidade do ensino passado pelos profissionais da educação. “Se o professor da educação 3.0 era medido por hora-aula, o foco é no professor que vai lá e dá a aula, uma hora de aula é X reais, o foco da educação 4.0 é muito mais hora de aprendizado. O quanto o que foi discutido foi internalizado e útil para aquelas pessoas. O professor do futuro é aquele que consegue ter uma taxa alta de aprendizado por parte de quem recebe”, opina. 

As escolas SESI de Ensino Médio têm 630 dias letivos de duração e 4,8 mil horas. Cada turma é composta por até 25 alunos. O edital do processo seletivo pode ser acessado através do site sesirs.org.br.  

 

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE